segunda-feira , 18 dezembro 2017
Home / Destaque / Ministério da Saúde destina 42 ambulâncias para reforço do Samu do Sul de Minas Gerais

Ministério da Saúde destina 42 ambulâncias para reforço do Samu do Sul de Minas Gerais

O Ministério da Saúde vai reforçar o atendimento de urgência e emergência em 155 municípios do país. Nesta terça-feira, foram liberados mais R$ 33 milhões por ano para ampliar e qualificar o SAMU 192. Esses recursos serão destinados a 241 serviços, um total de 148 ambulâncias, oito motolâncias, dois aeromédicos, uma ambulância e sete centrais de regulação.

Para o Samu do Sul de Minas, o maior do país com atendimento a 152 municípios são 42 ambulâncias que vão servir 33 cidades.

Vão receber uma ambulância as cidades de Aiuruoca, Andradas, Andrelândia, Boa Esperança, Bom Jardim de Minas, Cambuí, Campos Gerais, Carmo do Rio Claro, Cássia, Caxambu, Extrema, Guapé, Guaxupé, Lambari, Luminárias, Machado, Nepomuceno, Nova Resende, Paraisópolis, Santa Rita de Caldas, São Gonçalo do Sapucaí, São Sebastião do Paraíso, Três Corações e Três Pontas.

Estão recebendo duas ambulâncias as cidades de Alfenas, Itajubá, Lavras, Ouro Fino, Passos, Piumhi, Pouso Alegre, São Lourenço e Varginha.

 

Frota renovada

Na última semana, o governo federal entregou 225 novas ambulâncias para renovar a frota do SAMU 192 em todo país. A entrega foi feita em São Paulo pelo Presidente da República, Michel Temer, e o ministro da Saúde, Ricardo Barros. A nova remessa se soma aos 340 veículos já entregues no início do ano. Mais de R$ 1 bilhão são investidos para fortalecer o atendimento aos usuários do SUS. Ao todo, serão 2.249 ambulâncias para renovação e ampliação do SAMU 192. Com isso, 57% da frota será renovada.

Além da renovação, o Ministério da Saúde vai destinar outras 402 ambulâncias para expansão do SAMU 192. A medida beneficiará 134 municípios que ainda não possuem esse tipo de serviço. Com a expansão, a cobertura da população chegará a 84,1%, ou seja, 173 milhões de brasileiros. Com o investimento estão sendo adquiridas 1.000 vans para transporte sanitário eletivo; 1.500 ambulâncias do SAMU 192 e 6.500 ambulâncias brancas – usadas no transporte de pacientes que necessitam de locomoção para os serviços de saúde, além de garantir o transporte de pacientes entre municípios e serviços de referência em outras cidades. Essa ação facilita o acesso a consultas, exames e internação para cirurgias eletivas, beneficiando diretamente milhões de pessoas em todo o Brasil.

O objetivo do SAMU, que funciona 24h por dia, é socorrer rapidamente pacientes com necessidade de serem levados a unidades que prestam serviços de urgência e emergência, como UPAs e hospitais, para atendimentos clínicos, cirúrgicos, obstétricos, entre outros, evitando sofrimento, sequelas ou até mesmo a morte da pessoa. O acionamento do SAMU se dá pela ligação gratuita à Central de Regulação de Urgências, por meio do número 192.

 

Samu

Atualmente, o SAMU atende 81,8% da população brasileira, atuando em 3.514 municípios. Em todo o País, o Ministério da Saúde já habilitou 3.255 unidades móveis, sendo 2.659 Unidades de Suporte Básico e 596 de Suporte Avançado. Além disso, o Brasil conta com 267 Motolâncias, 13 Equipes de Embarcação, 12 Equipes Aeromédicas e 191 centrais de regulação, com um investimento de R$ 714,7 milhões ao ano.

O objetivo do SAMU 192, que funciona 24h por dia, é socorrer rapidamente pacientes com necessidade de serem levados a unidades que prestam serviços de urgência ou emergência, como hospitais e Unidades de Pronto Atendimento (UPA), para atendimentos clínicos, cirúrgicos, obstétricos, entre outros, evitando sofrimento, sequelas ou mesmo a morte.

O acionamento do SAMU se dá pela ligação gratuita à Central de Regulação de Urgências, pelo número 192. A partir do atendimento, as equipes formadas por médicos, enfermeiros, auxiliares de enfermagem e condutores socorristas são destacados para prestar o atendimento.

 

Sobre Redação

Veja Também

Conselho Municipal de Saúde Convoca para reunião da Plenária em Varginha

O Conselho Municipal de Saúde de Varginha, órgão máximo de deliberação do SUS, no uso ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *