terça-feira , 23 Janeiro 2018
Home / Saúde / Gorduras: as boas, as más e as feias

Gorduras: as boas, as más e as feias

A Associação Americana do Coração fez uma pesquisa sobre o consumo de gorduras da população mundial e a consequência na saúde. Segundo o estudo:

  • 10,3% das mortes no mundo por doenças cardíacas são atribuídas ao pouco consumo de gorduras poliinsaturadas e a ingestão das saturadas.
  • 3,6% do total de mortes por doenças cardíacas foram atribuídas ao excesso de consumo de gorduras saturadas.
  • 7,7% do total de mortes por doenças cardíacas está atribuída ao excesso de consumo de gordura trans.

Você sabe diferenciar os tipos de gordura presentes nos alimentos? O Blog da Saúde preparou algumas dicas para te ajudar a melhorar a alimentação:

Gorduras boas: Monoinsaturada e Poliinsaturada

  • Ajudam a reduzir os níveis de colesterol;
  • Ajudam a reduzir o risco de doenças cardíacas;
  • Ajudam a providenciar as gorduras essenciais para o corpo.

Onde são encontradas: azeite, peixes, abacate, nozes e sementes.

Gorduras ruins: Saturadas

  • Elevam o nível de colesterol ruim e diminui o bom;
  • Podem provocar doenças do coração.

Onde são encontradas: queijos, manteiga e carnes gordurosas.

Gorduras feias: Hidrogenadas e Trans

  • Aumentam o colesterol ruim e diminui o bom;
  • Podem provocar doenças cardíacas;
  • Podem gerar a diabetes tipo 2.

Onde são encontradas: alimentos fritos, em alguns doces e na margarina.

O ideal é ingerir muitos alimentos ricos em gorduras boas, apenas 5 a 6% da refeição diária deve ter a presença das gorduras ruins e evitar sempre as gorduras feias.

Sobre Redação

Veja Também

Pesquisa comprova eficácia de óleos de orégano e de cravo no combate ao Aedes

Uma pesquisa da Pontifícia Universidade Católica (PUC) de Minas Gerais e da Fundação Ezequiel Dias ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *