domingo , 21 Janeiro 2018
Home / Regional / FEMAGRI abre o universo da tecnologia cafeeira para produtores de Minas Gerais

FEMAGRI abre o universo da tecnologia cafeeira para produtores de Minas Gerais

Elevar a eficiência na lavoura, produzir com sustentabilidade e conseguir mais economia nos custos são os desafios que o produtor de café tem vivido do lado de dentro da propriedade.

No sul de Minas Gerais, na cidade de Guaxupé, cafeicultores desta região e, também, do cerrado mineiro e da média mogiana do estado de São Paulo estão se preparando para a 16ª  Feira de Máquinas, Implementos e Insumos Agrícolas, evento organizado pela Cooxupé, nos dias 8 a 10 de fevereiro, para encontrarem alternativas e soluções que os façam superar essas questões.

A Feira deve receber perto de 35 mil visitantes compradores, a maioria produtores de pequeno porte que sobrevive exclusivamente da agricultura familiar. A geração de negócios deve ser maior em relação ao evento do ano passado, quando o volume de negócios alcançou mais de R$ 120 milhões. “A mecanização na cafeicultura é uma necessidade em razão da dificuldade de mão de obra e redução de custo. Com isso, a cada ano percebemos crescimento nas vendas e este ano esperamos que não seja diferente. Nossas expectativas são um incremento de aproximadamente 20 % considerando a edição anterior”, explica José Geraldo O. Junqueira Filho, que integra a comissão organizadora da Feira e exerce o cargo de Gerente Comercial e CRM na Cooxupé.

Indo de encontro à situação econômica brasileira, o aumento das vendas na FEMAGRI é incentivado pelas condições de pagamento que o cooperado da Cooxupé encontra na feira.

O produtor pode parcelar o produto adquirido em até três anos utilizando o seu café como moeda de troca. O preço é baseado de acordo com o valor da saca no referido dia, estipulado pelo mercado do produto. “Os preços do café registraram bons patamares ao longo do ano passado, o que ajudou os produtores a encontrarem situações favoráveis para negociar.

A saúde financeira da Cooxupé também contribui para que os cooperados levem novas tecnologias ou até mesmo façam a reposição de produtos para suas lavouras tendo a segurança de comprar e pagar com o seu café”, explica o presidente Carlos Paulino.

A feira contará com 115 expositores. Além dos negócios, a FEMAGRI conta com espaços, onde as famílias cafeicultoras participam de palestras, ampliando os conhecimentos para garantir mais sustentabilidade em suas atividades. “Nossa preocupação não é apenas oferecer boas oportunidades de negócios para os produtores.

Por isso, colocamos nosso Departamento de Assistência Técnica para trocar informações e mostrar aos nossos cooperados como eles podem alavancar sua  produtividade e qualidade com mais economia”, afirma Carlos Paulino.

Sobre Redação

Veja Também

Governador Fernando Pimentel entrega 140 viaturas para a Polícia Militar de Minas Gerais

O governador Fernando Pimentel entregou nesta segunda-feira (15/1), no Palácio da Liberdade, em Belo Horizonte, ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *