Home / Fatos e Versões / Fatos e Versões 20/04/2016

Fatos e Versões 20/04/2016

cabeçalhorodrigo

Torre de Babel e de vaidades

Os desencontros na Guarda Municipal estão cada dia maiores! Este governo do PTB conseguiu o que o PT tentou mas não obteve êxito: desagregar a tropa. Nos últimos anos do governo petista, a Guarda Municipal caminhava unida, eram majoritários os contrários ao ex-prefeito Corujinha e 100% de adesão à necessidade de valorização da instituição, pela melhoria dos salários, estrutura e criação do plano de carreira.

O foco dos insatisfeitos era a não criação do plano de carreira! Agora, neste governo do PTB, os guardas brigam entre si, não há líderes consolidados na tropa e muitos apoiam o governo e reprovam o colega de trabalho. O prefeito não é o foco das insatisfações, mas sim o “colega que ganhou cargo, ou casa ou alguma regalia”.

A Guarda Municipal perde para a discórdia interna e vai caminhando a passos largos para a inanição. A insatisfação de muitos está em não ser “premiado também”! Ninguém fala a mesma língua, todos gritam e ninguém conversa! Todos olham para “casas e cargos” e ninguém vê o futuro incerto que está por vir! Pobre Guarda Municipal de Varginha, uma instituição de segurança marcada pela insegurança.

Perguntar não ofende

A criação de parcerias de sucesso como o Café com Tudo será o início de uma nova era em Varginha, em que a iniciativa privada vai descobrir sua importância e o tamanho de sua responsabilidade na condução da cidade?

As campanhas de vacinação em Varginha vão atingir suas metas de vacinação e eficiência ou as más notícias que contaminam o trabalho de combate à Dengue vão se espalhar por todas as demais áreas de saúde?

Após mais uma edição do Programa Cultivando Água Boa em Varginha, será que a Copasa continuará malandramente cobrando e não tratando o esgoto em diversas cidades de Minas? A empresa gosta mais de dinheiro do que de transparência?

Qual ação direta foi realizada pela Copasa para uso sustentável da água na Bacia do Ribeirão Santana? Acabaram os lançamentos de lixo e esgotos no local? Quanto a Copasa investe em Varginha do gordo lucro que fatura na cidade?

Quando a Prefeitura de Varginha vai cumprir sua promessa de implantar a coleta seletiva? Quando a Copasa vai cumprir sua promessa de recuperar o lixão no Corcetti ou de colocar em funcionamento o Aterro Sanitário Municipal?

Sigiloso e Favorável

Uma nova pesquisa eleitoral foi realizada em Varginha nas semanas que passaram. A coluna conseguiu ver algumas informações, passadas sob sigilo, pela agência. As novidades agradam gregos e troianos.

O prefeito Antônio Silva estabilizou no desgaste que vinha sofrendo por conta do descrédito geral da classe política. O atual chefe do Executivo Municipal já começa a receber fortes cobranças de eleitores e adversários políticos, e “sangrou pouco até chegar num patamar de estabilidade nas pesquisas”.

Os petistas continuam como antes, na expectativa de ver a deputada estadual Geisa Teixeira ser candidata a prefeita e com medo de que a “onda negativa Dilma Roussef afogue as chances da candidata petista na Prefeitura”.  Já a oposição, embora não tenha um nome consolidado, viu multiplicar os pretensos candidatos, o que mudou o quadro político.

Afinal, com a perspectiva de que o PT “venha fraco” para a disputa e que o prefeito Antônio Silva enfrente forte rejeição por ser “político profissional”, muitos podem querer se aventurar! O quadro foi visualizado em uma das analises da pesquisa realizada que mostra que “na possibilidade de mais de quatro candidatos a prefeito, o atual governo é o que mais perde votos e chances de vitória”. Já os radicais de esquerda (PSOL, PSTU etc) não perderam a chance de lançar candidato, que pode não ter nenhuma chance de vitória, mas certamente terá grade potencial de “pichar os demais candidatos” e arrancar poucos e valiosos votos! A conferir.

Herança Maldita?

O trabalho odontológico realizado pela Prefeitura de Varginha recebeu mais uma premiação na semana passada. Os profissionais de odontologia de Varginha ainda tem um logo percurso até dar ao varginhense carente um “sorriso de primeiro mundo”. Mas o tratamento realizado em escolas e na clínica municipal começaram a receber forte investimento ainda nas gestões petistas passadas e caminham melhorando a cada dia! Será que Antônio Silva vai dizer em sua campanha de reeleição que o prêmio recebido pela área odontológica municipal é parte da “herança maldita do PT”, vai esquecer o realizado pelos petistas na área ou vai construir um discurso para “assumir a paternidade de um filho que ele apenas alimenta, mas não gerou”?

Dividindo o palco

Na terça-feira passada, 12/04, quando Varginha ganhou oficialmente o Shopping Via Café o presidente da Fundação Cultural Francisco Graça Moura viveu um dia atípico, de pouco confete e bajulação! Acostumado a “brilhar sozinho” nos palcos onde entrega obras e realiza eventos e aparições públicas, Graça Moura dividiu os holofotes da inauguração da Casa do Artesão, que fica dentro do Via Café.

Ocorre que o prefeito Antônio Silva também participou de toda a cerimônia, que naquela noite, também inaugurou o shopping, ou seja, o próprio prefeito (maior liderança municipal presente), também não era o primeiro, mas o segundo em atenções na noite quando todos tinham olhos apenas para o Via Café! Graça Moura deve ter ficado triste, não foi nem o “segundo que mais brilhou”. Por certo que o presidente da Fundação vai tentar “tirar o atraso” na Semana do Café, quando a iniciativa privada vai estar ocupada trabalhando na realização dos eventos, deixando as “fotos, plumas, paitês e confetes ao presidente” que vai querer sair bem na foto.

Festival Gourmet

Começa amanhã o tão esperado Festival Gourmet de Varginha Edição 2016. O evento acontece nos dias 21, 22 e 23 de abril, feriado prolongado, das 16h às 22h. O Festival reúne no estacionamento do recém inaugurado Via Café Garden Shopping, as delícias culinárias de vários restaurantes da cidade e região. Já foram divulgados os pratos e porções que estarão no Festival. O valor máximo é de 15 reais e as opções vão desde comida japonesa, espetinho, hambúrguer gourmet, até lanche vegetariano, vinhos finos e cerveja artesanal além de todos os estabelecimentos da praça de alimentação do shopping que estarão preparados para  atender e oferecer delícias culinárias para o grande público.

O evento também marca o início do Concurso Gourmet, que acontece durante uma semana e conta com 12 bares e restaurantes da cidade. Durante o concurso, os participantes oferecem descontos reais de 10% a 40% em um prato da casa. Os jurados visitam cada estabelecimento para votar no “Sabor que tempera a nossa cidade”. O Festival é uma realização e produção da WEspanha Comunicação Inteligente e SEHAV (Sindicato Empresarial de Hospedagem e Alimentação de Varginha). Conta com o apoio da Gazeta e diversos outros parceiros.

Onde esta Wally?

Causou estranheza a falta do deputado federal Odair Cunha (PT/MG) na votação da Câmara Federal quando da aprovação para processo de impedimento da presidente Dilma Roussef (PT). Odair é um dos deputados mais importantes de Minas, e foi nomeado para a Secretaria de Governo do Estado, e, a exemplo de outros deputados federais petistas com cargos nos estados, era esperado que ele fosse deixar o governo estadual mineiro para reassumir a vaga na Câmara para votar a favor de Dilma, ou seja, contra o processo de impedimento que foi votado na Câmara, como fez seu colega deputado federal Miguel Correa (PT/MG).

Odair não foi visto na votação! Também não se teve notícias do parlamentar na semana anterior. Aliás, o titular da coluna tem tentado falar com o parlamentar há algumas semanas, mas sem sucesso! Na última vez que Odair Cunha “sumiu” foi quando o parlamentar, na condição de relator da CPI que investigou o contraventor Carlinhos Cachoeira, o deputado mineiro ajudou o Governo Federal petista a produzir uma bela “pizza” para encerrar as investigações! E agora, onde está Odair?

O próximo da fila?

Com o reforço de especialistas em direito constitucional para criar a fundamentação jurídica do pedido, alguns deputados estaduais apostam que, Dilma caindo por conta das pedaladas, poderia ser um precedente para que, em Minas, Fernando Pimentel (PT) também sofra processo de impedimento.

Na semana retrasada, um outro grupo de parlamentares de oposição à Pimentel já haviam se reunido para discutir as possibilidades de um pedido como este. No encontro, os líderes da bancada de oposição à administração petista decidiram que devem começar solicitando esclarecimentos sobre os fundos judiciais e o parcelamento do salário dos servidores “por má administração”, o que, no caso, poderia configurar improbidade administrativa.

Estrutura

A grave epidemia de Dengue que vem assolando o Brasil, com a visível preocupação da população em Varginha, mostra também que nossa estrutura municipal de saúde precisa de mais investimento e melhor distribuição. Os números da saúde e da Dengue em Varginha apontam o quanto a Unidade de Pronto Atendimento UPA tem sido fundamental para a saúde municipal e principalmente no combate a Dengue.

A UPA de Varginha registrou nas duas primeiras semanas do mês de abril, 7.281 atendimentos, uma média de 520 atendimentos dia. O que chama a atenção, é que até o dia 13 de abril, do total geral, foram realizadas 700 notificações de suspeita de dengue, uma média de 54 pessoas por dia, com 166 confirmações, ou seja, 24% dos pacientes notificados. Em janeiro de 2016 foram 189 notificações com 19 casos confirmados de dengue, em fevereiro 398 notificações com 79 casos confirmados e em março 913 notificações, com 333 casos confirmados.  Um total de 597 casos de dengue confirmados na cidade até o momento neste ano.

Certamente que o Hospital Regional e o Hospital Bom Pastor também têm realizado um grande trabalho no combate à dengue no apoio à saúde de Varginha, todavia, enquanto o Regional centraliza operações de saúde complexas como cirurgias cardíacas e o Hospital Bom Pastor centraliza as questões de trauma/ortopedia, bem como a demanda do Pronto Socorro, que passa por reformas, a UPA Varginha esta sendo a “coluna vertebral” do trabalho de combate a dengue dentro da rede pública municipal. E olha que em vários momentos este governo municipal chegou a “lamentar a existência da UPA e os gastos com sua manutenção”.

Sobre Redação

Veja Também

Fatos & Versões 09/02/2018

Perda da advocacia mineira O advogado Luís Cláudio Chaves surpreendeu os advogados mineiros ao retirar ...

2 Comentários

  1. Para isto Sem medo de errar afirmo isto leva mais de um ano , pois este projeto depois de ser enviado pelo prefeito tem de ser analisado pela procuradoria e enviada a câmara para parecer .

    Agora a fala do Dr.
    Vossa excelência diz que o COMIC é um órgão autônomo e não está subordinado à Fundação.

    É claro que está subordinado a Fundação. A Constituição Federal elenca esta autonomia , no entanto na Pratica não é isto que está acontecendo hoje no referido Conselho. O secretario executivo Jose Braz foi demitido por não aceitar ingerência do professor, O Ex -presidente Oscar Gabriel, pediu afastamento do COMIC por não concordar com as idiossincrasias do diretor superintendente da fundação.

  2. reposta ao discurso do nobre vereador dr Adilson na Camara defendendo professor graça moura na camara

    O vereador diz que até a presente data os reclamantes não receberam nenhuma satisfação por parte do COMlC, isto e claro , o Porque o COMIC não deu esta satisfação aos empreendedores? o seu discurso que é sobre este fato que quer prestar esclarecimentos.

    Diz no discurso que houve uma reunião na casa da cultura em meados de novembro-2015 com a presença da Secretaria da Fazenda, secretario Wadson. Foram chamados todos os empreendedores? quantos participaram? , tem ata dessa reunião assinada por todos os empreendedores?.

    Na reunião você diz que o secretario esclareceu aos empreendedores que a lei 3453/2001 4525/2006 e o Decreto 4.147/2006 omitiram obrigação constitucional de descontar do incentivo 25% para a educação e 15% para a saúde repassando o restante 63% para o empreendedor.

    Pergunto o que tem a ver o empreendedor com isso, se a lei vigente omite esta questão? E mais porque a lei não foi revisada?

    Prossegue o secretario dizendo que a grave crise impede a concessão do incentivo. Pergunto é a lei ou a crise? Defina por favor.

    Prossegue o secretario dizendo que a apresentação dos projetos não significa direito adquirido. Apesar dos empreendedores saberem disso, mas ao gerar um edital convocando para esse fim, gerou—se a expectativa de se conseguir na forma da lei o recurso para a consecução dos projetos.

    A reunião citada foi em meados de novembro foi convocada e dirigida pelo professor e não pelo presidente do COMIC. Há documentos que comprovam isto em anexo. (e-mail). ( alias existe a ata desta reunião?

    Hoje o COMIC , nem atendimento tem mais , pois não tem secretario executivo , atendendo. A existência de um secretario em qualquer conselho é necessário, pois os conselheiros prestam serviço relevante não recebendo nada pelo trabalho.

    Como se nota hoje o COMIC na pratica não é autônomo, é o professor que determina, inclusive determinou que a prorrogação do edital e o aceite dos projetos protocolados na segunda feira, o prazo conforme edital expirava na sexta feira, há uma portaria da Fundação feita erroneamente sobre este assunto. Os documentos mostram que o presidente do COMIC foi o protagonista da reunião citada. o mentor foi o Professor. Dai o diretor tira toda a prorrogativa da autonomia do COMIC.

    Relata então o presidente que todos os projetos serão submetidos a exame através de “pareceristas” fora dos quadros da prefeitura e da Fundação.

    Isto é um insulto aos conselheiros e à legislação vigente que não prevê pareceristas, mas sim uma comissão julgadora feita pelos conselheiros ( está no edital). Sem considerar ainda que se está difícil conseguir recursos, de onde viria o dinheiro para pagar os pareceristas? Altamente qualificados. Que cobram pelos serviços como a nível estadual…

    cita que está em fase de tramitação a criação do FMC, e que os recursos serão liberados de forma justa e isonômica e que o empreendedor ficara isento de captar recursos.
    Faço aqui três perguntas—
    a)-de onde vira os recursos para o FUNDO .
    B)-quer dizer que antes era de forma injusta não isonômica? De novo a desqualificação dos conselheiros.
    C)-é necessário mudar toda a legislação vigente para se colocar em pratica o que se está propondo. Lembrando que isto e’ da competência do executivo.

    Para isto Sem medo de errar afirmo isto leva mais de um ano pois este projeto depois de ser enviado pelo prefeito tem de ser analisado pela procuradoria e enviada a câmara para parecer das comissões e ainda de votação….

    Antes que me esqueça sobre o Decreto citado 3.084/ 2003. Este não se enquadra, uma vez que sua finalidade é outra: projetos considerados relevantes tem o direito de prorrogar-se por três anos, ou seja, o CERTIFICADO É VALIDADO POR TRES ANOS. Com um porém, o empreendedor solicita e o COMIC julga. Portanto este Decreto não se enquadra no atual momento, não é o caso.

    Conclusão final

    Pergunto por que o vereador , o presidente do COMIC , o diretor superintendente não cria coragem e diz aos empreendedores que não há recursos, seria muito mais honesto ao invés de ficar enrolando com ideias e mentiras , situações que não existem.

    As criticas não são injustas, é o posicionamento do atual presidente do COMIC e o professor que estão sendo injustos para com os empreendedores, não lhe dando a satisfação devida. Quanto ao viés político, é uma bela desculpa para esconder erros do atual presidente ” fantoche” e do professor que infelizmente encontra respaldo no vereador .

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *