sexta-feira , 19 Janeiro 2018
Home / Devotos do Galo / Devotos do Galo

Devotos do Galo

cabeçalhogalo

 

26828810540_c9212294f3_m 27069652106_4d4879364e_m 27102915055_d19377c43f_m

O primeiro semestre do Atlético foi por água abaixo com a perda inaceitável do Campeonato Mineiro no outro domingo e agora a eliminação da Libertadores dentro de casa. Ele que veio com um projeto de dois anos há vinte dias pediu para sair. Por que a diretoria não aceitou? Quem não tem vontade de trabalhar tem que mandar embora. A era Diego Aguirre chegou ao fim na última quinta-feira com seu pedido de demissão. Vai tarde…. Não convenceu a torcida hora nenhuma.

Na estreia do Campeonato Brasileiro, o Atlético venceu em casa, por 1×0, com a equipe reserva. Surpreendeu o campeão paulista. A jovem promessa equatoriana Cazares foi o nome do jogo; o atacante Clayton também fez uma boa partida. Hyuri, por outro lado, foi considerado o pior em campo – muita firula e pouca objetividade na partida. O Galo criou as principais chances de jogo, com uma defesa bem postada e jogando no contra-ataque. Cazares fez um belíssimo gol. Não dá para entender como foi reserva no time do ex-treinador. O Atlético volta a jogar pelo Campeonato Brasileiro, neste domingo, às 11h da manhã, em Curitiba, contra o xará Paranaense. O comandante interino será Carlinhos Neves e os desfalques alvinegros são Léo Silva, Lucas Pratto e Robinho. Para substituir o capitão, temos a opção do jovem Gabriel, que jogou muito bem contra o Santos, e para o lugar do argentino poderá entrar Clayton ou Carlos, dois jovens que estão jogando bem. Dá para voltar com os três pontos de lá!

Na Libertadores, o jogo da volta contra o São Paulo, em Belo Horizonte, começou antes da partida com o chamado “réveillon” no hotel da equipe paulista. Muitos torcedores são contra essa atitude e outros não estão nem aí. Foguetório começou à meia noite e foi até 4h da manhã de quarta-feira, e depois continuou na parte da manhã e também no período da tarde do dia do jogo. Para a partida decisiva do Atlético, os ingressos foram esgotados. Galo jogou com a casa cheia e com esperança da classificação. Massacrou o São Paulo no início da partida e aos 11 minutos de partida já vencia por 2×0. Logo depois levou o gol da eliminação; falha geral da defesa com Léo Silva, Pratto e Victor na bola. Para quem dizia que Aguirre tinha arrumado a defesa, está muito enganado. Nos dois jogos contra o São Paulo, foram dois gols tomados em falha semelhante. O Galo até que tentou o terceiro gol, mas a nossa referência não jogou bem, o meia Cazares jogava sozinho, a ameba Patric não fez nada. Esse também podia pedir para sair. E fora as substituições erradas do treinador, e mexer no time aos 40 minutos finais da partida é uma vergonha para quem precisa classificar. Aos 50 minutos, tivemos uma falta na entrada da área. E quem foi bater? Lucas Pratto, que nunca bateu falta no clube. Cadê o comando? Desorganização total! Tivemos desfalques importantes, erros de passes absurdos e falhas individuais. E também um pênalti não marcado para o Atlético em cima do Léo Silva. Achei a arbitragem fraquinha.. Minou o Atlético com faltas.

Nos bastidores, o Atlético teria procurado novamente Abel Braga e Sampaoli para treinar a equipe. Mas quem está bem perto seria o atleticano Marcelo Oliveira. Não sou muito fã do seu trabalho, mas é a única opção no mercado. Se vier, que ganhe o Brasileiro e a Copa do Brasil com a gente como fez em outras equipes.

DÁ-LHE, GALO!

Sobre Redação

Veja Também

Devotos do Galo 27/08/2016

E o departamento médico do Galo volta a encher com mais três importantes jogadores machucados. ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *