terça-feira , 23 Janeiro 2018
Home / Minas Gerais / Coluna Minas Gerais 29/12/2017

Coluna Minas Gerais 29/12/2017

COLUNA MG

Rede de Notícias do Sindijori MG

www.sindijorimg.com.br

 

Aumentam vagas no Sine de Uberaba

            O Sistema Nacional de Empregos de Uberaba (Sine) registra aumento na oferta de vagas em 2017 com relação ao ano anterior. O resultado foi divulgado pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Turismo, por meio da Sala do Empreendedor, considerando o período de janeiro a novembro de 2017. De acordo com os dados repassados, no Sine foram realizados, em média, 3.555 atendimentos mensais, o que significou aumento de 38,9% em relação ao ano anterior, quando foram atendidas 2.500 pessoas. O número de atendimento reflete a quantidade de vagas disponibilizadas, isto é, se tem mais vaga, mais pessoas procuram o Sine. (Jornal da Manhã – Uberaba)

 

Câmara aprova orçamento de Viçosa para 2018

            Foi aprovado, na última reunião do ano da Câmara Municipal, o Projeto de Lei 060/17 que estima a receita e fixa a despesa do Município de Viçosa para o exercício financeiro de 2018. Pelo projeto de lei, a previsão de receitas para o próximo ano é de cerca de R$ 215 milhões. A Lei Orçamentária fixa as despesas e prevê as receitas durante o exercício e é um dos instrumentos de planejamento da ação governamental, juntamente com o PPA (Plano Plurianual) e a LDO (Lei de Diretrizes Orçamentárias), tendo a função de definir os recursos necessários para cada ação constante da LDO. (Folha da Mata – Viçosa)

 

Reajuste da tarifa de ônibus fica para 2018

            O Conselho Municipal de Transportes (CMT) decidiu adiar para janeiro a decisão sobre o reajuste da tarifa dos ônibus da Enscon Viação em João Monlevade. O adiamento ocorreu porque a empresa, não apresentou uma proposta de reajuste da tarifa. Como uma decisão sobre um possível reajuste não precisa ser tomada este ano, a empresa alegou que apresentará sua proposta na próxima reunião do CMT, em janeiro. (Diário do Vale – João Monlevade)

Muriaé realiza campanha contra esmolas

            Com o tema “Quem dá esmola não dá futuro!”, a Prefeitura de Muriaé e o Conselho Municipal de Políticas sobre Drogas (Comad), em parceria com a Câmara de Dirigentes Lojistas, promoveram uma campanha contra a esmola. Realizada no último sábado (23), nas lojas localizadas no entorno da Praça João Pinheiro e no Mercado do Produtor Rural, Centro da cidade, a iniciativa alertou que o hábito não oferece dignidade para a pessoa que faz da rua seu local de moradia e sobrevivência. Para atender e oferecer suporte a este público, a Prefeitura oferece serviços especializados e também para aqueles que estão em uso de álcool e outras drogas (Gazeta de Muriaé)

 

Vias de Uberlândia receberão novo asfalto

            A partir de janeiro, vários trechos de 13 ruas e avenidas de Uberlândia vão passar pelo serviço de recapeamento, totalizando 28 quilômetros de recuperação asfáltica. Os trechos contemplados ficam no Centro ou em bairros que fazem a ligação com a região central. Para definir os locais, a Secretaria Municipal de Obras levou em consideração critérios como volume de tráfego de transporte coletivo, estado de degradação do pavimento e vias que demandavam uma manutenção constante. A ordem de serviços para a empresa vencedora da licitação foi assinada terça-feira, 27, em solenidade na Prefeitura de Uberlândia. (Olha no Diário – Uberlândia)

 

Paraíso busca recuperação de mananciais

            A Copasa (Companhia de Saneamento de Minas Gerais), com participação da Emater/MG (Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado de Minas Gerais) e do Igam (Instituto Mineiro de Gestão das Águas) assinou com 14 prefeituras mineiras, em Belo Horizonte, um Termo de Cooperação Técnica. O documento vai possibilitar o desenvolvimento das ações previstas nos Programas Pró-Mananciais e Cultivando Água Boa, para a adequação de estradas vicinais, construção de bacias de contenção de água de chuva e conservação de solo e água. São Sebastião do Paraíso e Itaú de Minas estão entre os municípios da região que participarão do projeto. (Jornal do Sudoeste – S. S. do Paraíso)

 

Instituído o’Dia do Fusca’ em Juiz de Fora

            O Prefeito Bruno Siqueira (PMDB) sancionou na última terça-feira o projeto de lei que institui o “Dia do Fusca”. A aprovação foi publicada no Diário Oficial Eletrônico do município nesta quarta-feira (27). Segundo a redação, as comemorações acontecerão no dia 28 de junho e farão parte do calendário oficial do município.  O projeto é de autoria do vereador Júlio Obama Jr. (PHS). A data foi escolhida em homenagem ao ex-Presidente da República ltamar Franco, nascido em 28 de junho de 1930. Itamar foi o responsável, na década de 90, por relançar um dos veículos mais populares do país, após a interrupção de sua produção nacional, em 1986. O veículo tornou-se uma das marcas registradas do político, falecido em 2011. (Tribuna de Minas)

 

Itabira espera arrecadar R$ 10,5 milhões

            O secretário municipal de Obras, Ronaldo Lott Pires, convocou uma coletiva de imprensa para informar sobre os 48 lotes que a Prefeitura colocará em leilão dos dias 22 a 26 de fevereiro de 2018. Com a venda de todas as áreas pelo preço mínimo, o Município pode arrecadar cerca de R$ 10,5 milhões. (Diário de Itabira)

 

 

Do retrovisor e do freio de mão em 2018

 

Stefan Salej

            Dos balanços da vida no final do ano, sejam  pessoais, familiares ou  empresariais, todos têm uma característica: somar, analisar e ver pelo retrovisor o que aconteceu. É sem duvida um exercício muito útil, em especial se você analisar não o que você conseguiu mas o que você não conseguiu e onde você errou. Ou onde a sua equipe, seja na família, seja na empresa, poderia ter sido mais feliz, onde poderiam provocar menos stress e chegar a melhores resultados. É  absolutamente fundamental essa análise racional, com lápis e papel na mão. Na coluna da esquerda, onde acertamos, e, na da direita, onde erramos. Não precisa nem de computador ou de algum algoritmo para isso. E claro, onde eu errei e acertei, e onde a equipe acertou e errou. E discutir isso, de forma franca, aberta e, porque não, dizer tranquila e sinceramente. Dialogo não morde e não tira pedaço, mas é às vezes difícil, exige uma boa dose de liderança e desprendimento.

            E daí, para a  frente, sente-se na carroça de sonhos e comece a construir os objetivos para os próximos anos. Feche o retrovisor, porque ele existe no carro, mas na vida empresarial não é o que vai levá-lo a realizar seus objetivos. Estes, quem vai determinar é você com a sua equipe e, daí para frente, é olhar para o adiante, construir mais e mais o seu futuro. Como empresário, se não enxergar as dificuldades, então você tem um problema grave, porque o mar de rosas nesta vida de empresário, seja onde estiver, não existe.

            Os obstáculos para alcançar seus objetivos são de dois tipos: internos, inerentes ao seu negócio, e externos, sobre os quais você tem pouca influência.

            Primeiro está o mercado, como ele se move, quais são as forcas que o compõem, como andam a concorrência, inovação, mudanças no comportamento dos consumidores ou modelos  de negócios  dos seus clientes. As inovações tecnológicas que batem na sua porta e que determinam  a mudança não só de produzir, oferecer seus produtos, mas também a atualização dos produtos. Ou as relações com seus sócios, ai incluindo seus funcionários, que não sabem o que vai acontecer dentro do contexto da nova legislação. E mais e mais.

            E aí vem a segunda parte: o ambiente externo. Este país, com seu povo maravilhoso, esculhambado pelos políticos que nos elegemos até a medula.  Temos uma gestão pública orientada essencialmente em antagonismo com o empresário e um judiciário, em todos os níveis e ramos, assustadoramente não merecedor da confiança do cidadão. As eleições estão na porta, com os mesmos que fizeram o modelo econômico-financeiro e político do país falir. Ou seja, a desesperança que racionalmente assusta e nos induz a puxar o freio de mão na consecução dos nossos sonhos e objetivos.

            Não faça isso, não se assuste e convença-se de que você, com sua garra , capacidade de trabalhar, persistir, resistir e vencer, supera tudo isso. Se você sobreviveu até agora, você também vai sobreviver a esse 2018 cheio de surpresas, golpes baixos dos políticos, poucas mudanças a seu favor (quem sabe vem uma reforma tributária). Não puxe o freio de mão. Acredite na sua equipe, acredite em você mesmo, porque esse  é o seu melhor investimento. E claro,  mantenha o caixa sob controle.

            Um ano novo feliz, resiliente e resistente.

STEFAN SALEJ, consultor empresarial, foi presidente do Sistema Fiemg e Sebrae MG

Sobre Redação

Veja Também

Coluna Minas Gerais 17/01/2018

COLUNA MG Rede de Notícias do Sindijori MG www.sindijorimg.com.br   PS da Santa Casa pode ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *